Quinta-Feira, 03/12/2020
Notícias

TRE reconhece eleição de Bugrão em Cafelândia e Rodrigo Diefenthaler perde cadeira na câmara de vereadores

Bugrão acompanhou pessoalmente a sentença, em Curitiba

Cafelândia | Publicado em 18/11/2020 18:19

Por unanimidade de votos o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/PR) aceitou os argumentos da defesa e retirou os embargos que impediam o registro da candidatura do ex-prefeito de Cafelândia, Valdir Andrade da Silva, o Bugrão. A sessão do TRE terminou no início da noite desta quarta-feira (18) e a decisão foi muito comemorada. Bugrão foi candidato a vereador e foi o mais votado, porém a vaga tinha sido entregue momentaneamente a Rodrigo Diefenthaler (MDB), que entrou na sobra da legenda.
Bugrão acompanhou pessoalmente a sentença, em Curitiba. Logo depois da sessão ele retornou para Cafelândia onde deve chegar na madrugada. A candidatura foi sempre bastante comentada no mundo político.
Éque ao apresentar o registro de candidatura no fórum eleitoral de Corbélia, a comarca que atende Cafelândia, o Ministério Público Eleitoral opinou pelo indeferimento do pedido.
Oprincipal motivo é que a Câmara de Vereadores reprovou as contas dele, em um dos exercícios financeiros em que foi prefeito. Essa mesma conclusão foi seguida pela juíza durante sentença em primeiro grau. 
A defesa do ex-prefeito apresentou recurso no Tribunal de Justiça do Paraná, alegando que a Câmara de Vereadores agiu fora da lei. Na defesa foram apresentados documentos que ajudaram a embasar a decisão.
Oargumento foi acatado por unanimidade e a decisão do Tribunal derrubou o embargo que bloqueava a presença de Bugrão na política.
Entretanto, a decisão do Tribunal de Justiça ocorreu poucos dias antes da eleição e a eleição dele, no domingo era dada como uma incognita. nesta quarta-feira porém, o Tribunal Eleitoral reconheceu o registro da candidatura e validou a votação. Bugrão aguarda agora a diplomação e depois, a posse.
Fonte: PortalABC